2017-06-10 de S. João d'Arga a S. Lourenço da Montaria

Serra d'Arga

 

Enquanto os nosso governantes rumaram ao Brasil, para as comemorações do 10 de Junho - Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, nós celebramos o dia na companhia dos companheiros galegos da Sociedade de Montaña Artabros, numa travessia de S. João de Arga até S. Lourenço da Montaria.

O feriado de 10 de Junho, para além de celebrar o imortal poeta - Luís de Camões e as Comunidades Portuguesas espalhadas pelo mundo, celebra também o “Santo Anjo da Guarda de Portugal”, que na Batalha de Ourique, deu uma tal vitória às forças de D. Afonso Henriques sobre os invasores muçulmanos, que lhe deu a oportunidade de se autoproclamar rei de Portugal.
Separou-se Portugal de Espanha… mas não nos impediu de partilhar mais este percurso na nossa muito querida Serra d’Arga, da responsabilidade da Sociedade de Montaña Artabros.

Começamos atrasados, já que uma demora imprevista na deslocação levou a que os elementos dos Artabros não visitassem o belo Mosteiro de S. João de Arga. Foi uma pena, pois representa um dos testemunhos medievais mais importantes da região. Datado dos finais do século XIII aí se celebra anualmente a romaria de São João D´Arga, nos dias 28 e 29 de Agosto.


É uma festa antiga e muito curiosa, pois ainda perdura a tradição de os romeiros e visitantes dar 3 voltas à capela, entregando depois duas esmolas, uma ao santo (São João Baptista) advogado das doenças ruins e outra ao Diabo, que figura numa estátua debaixo da pata do cavalo de S. Miguel … não vá o santo falhar!

Como não houve tempo para a romaria ao mosteiro, tomamos inicialmente o trilho usado pelos romeiros de S. Lourenço da Montaria até à “Chã do Guindeiro”, tendo depois subido para o “Alto da Portela” e daí para a “Chã Grande”.

Paramos uns minutos com dois estudiosos universitários (Sorbonne e Quioto) , observadores dos muitos garranos que cavalgam pela serra, que são agora alvo de estudo aprofundado no seu habitat serrano.
O ritmo era bastante vivo e o calor apertava, pelo que a paragem na Fonte da Urze foi providencial, quer para retemperar forças e levar qualquer coisa à boca, quer para abastecer de água na nascente do rio Âncora, que aqui aflora das rochas.

A paragem foi curta e seguimos pela “Porta do Lobo” a bom ritmo, rumo à gruta e Santuário da Srª do Minho, cuja romaria decorre no primeiro domingo de Julho e leva ao alto da serra muitos peregrinos no pagamento de promessas a Nossa Senhora da Conceição do Minho, que tem a particularidade vestir o traje tradicional minhoto – “à lavradeira”

Após a pausa para almoço à sombra do Santuário e da costumeira foto de grupo, fomos até ao marco geodésico do “Bretial” (800m), de onde se vislumbra uma panorâmica única do Vale do Lima, desde Lanheses até Ponte de Lima e Ponte da Barca, com as distantes montanhas do Gerês e Peneda a preencher o vasto horizonte.

Mas havia que continuar, pelo que tomamos a calçada que desce do “Bretial” para o “Cerquido”, para mais abaixo seguir para “Stª Justa”, seguindo-se o estradão superior de acesso a “S. Lourenço da Montaria”.

O ritmo continuava vigoroso, pelo que o grupo alongou-se muito, já que para alguns a coisa estava a ficar muito difícil e o cansaço era bem visível, quando finalmente alcançamos o largo de S. Lourenço da Montaria, onde nos esperavam uma cervejas bem frias e um grupo de tocadores de concertina da Labruja, que ajudaram a animar à festa.

Terminou assim mais uma jornada na Serra d’Arga – serra sagrada, montanha santa ou “mágica” de muitas lendas, mistérios e tradições únicas, que perduram até aos nossos dias.

O dia estava no fim, pelo que após a troca de lembranças entre os representantes da Sociedade de Montaña Artabros – Pepe Peñuela e da Vianatrilhos – Grupo de Montanhismo de Viana do Castelo – Miguel Moreira, seguimos para Dem, tendo rematado o dia com um excelente champarrião no Café Capela, acompanhado pelos rojões, enchidos, moelas e muita boa disposição.

 

José Almeida

Vianatrilhos

 

Dados do percurso

Informação sobre os aspetos mais significativos:

Data 2017-06-10
Hora de início 10:01
Hora do fim 16:18
Tempo total do percurso 6h 16m
Velocidade média deslocação 3.61 km/h
Distância total linear 18.08 km
Distância total 18.19 km
Nº de participantes 66